Quem é o “FP” de Marcelo Odebrecht

Na noite da última segunda-feira (21), o jornal Estado de S.Paulo publicou trechos de um relatório da Polícia Federal com algumas das anotações de Marcelo Odebrecht citando diversos executivos e políticos acusados de envolvimento com o Petrolão. As mensagens apresentam referências à propina paga ao tesoureiro do PT,dinheiro dado à Presidente da República e, como também notou o site O Antagonista, a tática que Marcelo pretendia usar para melar a Lava Jato. Entretanto, alguns nomes foram censurados. Acompanhado da sigla FP, que já foi identificado pela PF, existe a citação “se ela cai, eu também caio”. Ao contrário do que especularam os Antagonistas, o nome não é do ex-presidente Lula, mas sim do atual governador mineiro, Fernando Pimentel. Não é muito difícil descobrir os nomes que a PF censurou. Basta abrir o relatório em algum leitor de PDF, selecionar o texto, copiar e colar a mensagem em algum programa de edição, como o bloco de notas. Resta saber, agora, se “ela” faz referência a presidente Dilma ou a esposa de Pimentel, acusada, junto com ele, de participação no esquema de corrupção investigado pela Operação Acrônimo.

Fernando Pimentel e Marcelo Odebrecht: Um caso de amor

O nome de Pimentel também aparece logo abaixo, na referência ao endereço censurado:

fernando-pimentel-lava-jato-odebrecht

O trecho inicial do texto cita, também, José Serra (PSDB-SP). As referências ao político aparecem jutno com o nome de Paulo Roberto Costa e executivos da Odebrecht e da Camargo Correa:

jose-serra-odebrecht-lava-jato

Serra também aparece na citação de um endereço localizado na rua Joaquim Antunes, em São Paulo, atribuído ao senador:

Há, também censuradas, menções ao Advogado Geral da União, Luís Inácio Adams, que segundo Marcelo “não abre mão de receber faturas Brenco (Companhia Brasileira de Energia Renovável) e, em ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, em uma nota com o título “blindagem JEC”, que também cita o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad:

relatorio-odebrecht-jecvacareza-zaratini-luis-inacio-adams

relatorio-odebrecht-jec-guido-edinho

Originalmente publicado aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s