Reflexão de C. S. Lewis sobre a Democracia

 

“Aristóteles disse que algumas pessoas só prestavam para ser escravos. Não o contradigo. Porém, rejeito a escravidão porque não vejo nenhum homem que preste para ser senhor.”

 

“Eu sou um democrata porque acredito na Queda do Homem. Eu penso que a maioria das pessoas é democrata pela razão oposta. Uma grande parte do entusiasmo democrático descende de ideias de pessoas como Rousseau, que acreditavam na democracia porque pensavam que a Humanidade é tão sábia e boa que todos mereceriam participar do governo. O perigo de defender a democracia nessas bases é que elas não são verdadeiras. E sempre que a fraqueza destas é exposta, as pessoas que preferem a tirania lucram com essa exposição. Eu descubro que elas não são verdadeiras sem ter de olhar além de mim mesmo. Eu não mereço tomar parte do governo de um galinheiro, menos ainda de uma nação.  Tampouco a maioria das pessoas – todas as pessoas que acreditam em propagandas, pensam por chavões e espalham rumores. A verdadeira razão para a democracia é justamente o reverso. A Humanidade é tão caída que a ninguém pode ser confiado poder incontido sobre seus companheiros. Aristóteles disse que algumas pessoas só prestavam para ser escravos. Não o contradigo. Porém, rejeito a escravidão porque não vejo nenhum homem que preste para ser senhor.”
Excerto de LEWIS, C. S. Equality. In: _______.Present Concerns. San Diego: Harcourt, 2002, p. 17. Tradução: Rodrigo Rocha Silveira.
Originalmente publicado aqui.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s